BELÉM NA IGREJA

DECRETO DE ERECÇÃO CANÓNICA

A Família monástica de Belém foi erigida de direito pontifício a 6 de Outubro de 1998 por um decreto aprovado por sua Santidade o Papa João Paulo II.



BELÉM E A IGREJA DO OCIDENTE

ENCONTROS COM OS SOBERANOS PONTÍFICES

17 de Novembro de 1965 — Audiência com o Papa Paulo VI

14 de Dezembro de 1977 — Audiência com o Papa Paulo VI

25 de Outubro de 1993 — Audiência com o Papa João Paulo II

14 de Março de 1998 — Audiência com o Papa João Paulo II

8 de Dezembro de 1999 — Audiência com o Papa João Paulo II

31 de Maio de 2004 — Audiência com o Papa João Paulo II

21 de Março de 2007 — Encontro com o Papa Bento XVI na praça de São Pedro

4 de Junho de 2010 — Encontro com o Papa Bento XVI na igreja de Paphos (Chipre)

Crédito fotográfico: ©Servizio fotográfico de l’Osservatore Romano, Vaticano, concessão gratuita


ENCONTROS COM OS BISPOS

Monsenhor Lamy

Monsenhor Lamy, bispo de Sens, acolheu a primeira comunidade na sua diocese, em Chamvres, de Fevereiro de 1951 até 1954.

Monsenhor Renard

O Cardeal Renard foi bispo de Versailles de 1953 a 1967 e nosso responsável eclesiástico.

Monsenhor Bontems

Monsenhor Bontems, bispo de Chambéry, Maurienne, Tarentaise de 1960 a 1985, tornou-se nosso responsável eclesiástico quando o Cardeal Renard foi nomeado arcebispo de Lyon.

Monsenhor Matagrin

Monsenhor Matagrin, bispo de Grenoble de 1969 a 1989, tornou-se nosso responsável eclesiástico em 1976 na altura da fundação dos irmãos.

O Cardeal Lustiger

O cardeal Jean-Marie Lustiger, arcebispo de Paris, acompanhou , amparou e ajudou a Família monástica de Belém e ofereceu-lhe sempre a fidelidade da sua amizade.

O Cardeal Errázuriz

Monsenhor Errázuriz foi secretário da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica de 1991 a 1996. Acolheu os priores gerais tendo em vista a preparação da erecção pontifícia.

Monsenhor Mullor

Monsenhor Justo Mullor García foi Presidente da Academia Pontifícia Eclesiástica encarregada de dar formação aos núncios, de 2000 a 2007. É um amigo muito fiel dos nossos mosteiros.




BELÉM E A IGREJA DO ORIENTE

O Patriarca Atenágoras — Genebra

O Patriarca Ortodoxo de Constantinopla Atenágoras foi a Genebra em Junho de 1967. No contexto de uma assembleia sobre a unidade das Igrejas Cristãs, encontra-se com a Irmã Marie.

Estadia no Mosteiro de São Patapios

Para ter um primeiro contacto com o monaquismo oriental, A Irmã Marie e a Irmã Samuel fazem uma estadia no Mosteiro de São Patapios, perto de Corinto, em Março de 1968.

O Padre Amphilokios — Patmos

O Padre Amphilokios, staretz do mosteiro de Patmos, abençoa a Irmã Samuel e a Irmã Marie, que tinham ido visitar a ilha de Patmos no seguimento de São João Evangelista que aí recebeu a mensagem do Apocalipse.

O Padre Georges Drobot

O Padre Georges Drobot, sacerdote russo-ortodoxo, é um ilustre iconógrafo que durante vários anos ensinou as irmãs a escrever ícones no mosteiro de Pugny que ele visitava no verão com a sua família.

O Padre Boris Bobrinskoi

O Padre Boris Bobrinskoi, sacerdote da paróquia francófona da Santíssima Trindade (rua Daru) em Paris e decano do Institut Saint Serge é um fiel amigo da nossa família monástica.

O Cardeal Garonne — Monsenhor Aemilianos Timiadis

O Cardeal Garonne, prefeito da Congregação para a Educação Católica e presidente do Conselho pontifício para a Cultura, e Monsenhor Aemilianos Timiadis, delegado do Patriarca Atenágoras ao Conselho Ecuménico das Igrejas em Genebra, encontram-se com a Irmã Marie no mosteiro de Pugny.

O Padre Sophrony

O Padre Sophrony, discípulo do staretz Silouane do Monte Athos, visita o mosteiro dos Montsvoirons.